terça-feira, 19 de dezembro de 2006

Sobre comportamentos de fuga e esquiva

Sorri [Smile]
(Charles Chaplin, Geofreu Parsons e John Turner – Versão: João de Barro)

Sorri,
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios

Sorri,
Quanto tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador, sorri

Quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados, doridos
Sorri,Vai mentindo a tua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz
___________________________________________________________________

Um comentário:

Pedro Cardoso disse...

Haja fuga-esquiva meu rapaz!

Sorrimos e alguns supõe que somos felizes. Nem todos, só os tolos que Se deixam enganar por uma fileira dentes à mostra. Tolos.

abrazo chico